Última hora

Última hora

Realidade virtual ao serviço do património europeu

Realidade virtual ao serviço do património europeu
Tamanho do texto Aa Aa

Democratizar o acesso ao património cultural. É o objetivo do projeto europeu Inception, coordenado pela universidade italiana de Ferrara. Graças à modelação tridimensional, à realidade aumentada e virtual, o público vai poder descobrir o património cultural europeu de uma forma imersiva.

Os investigadores estão a desenvolver representações 3D do Instituto dos Inocentes, em Florença, um dos edifícios que integra o projeto.

"Uma visita virtual não é como uma visita real, no próprio local, onde podemos tocar nas coisas. Mas, a realidade imersiva, a tecnologia digital e virtual podem aproximar-nos da sensação real. Há muitos sítios arqueológicos em Itália e na Europa que são pouco visitados. Seria algo muito importante, se conseguíssemos ter mais visitantes para esses sítios", explicou Roberto Di Giulio, arquiteto e coordenador do projeto Inception.

Uma base de dados com várias informações será posta à disposição dos investigadores, dos agentes turísticos e do público.