This content is not available in your region

"Estado da União": Bernard-Henri Lévy, Brexit e o futuro Parlamento Europeu

Access to the comments Comentários
De  Stefan Grobe  com Ricardo Borges de Carvalho
Parlamento Europeu em Estrasburgo
Parlamento Europeu em Estrasburgo

Esta semana no "Estado da União" falámos sobre o futuro da Europa com o filósofo francês Bernard-Henri Lévy que considera que a "casa Europa está a arder".

Tentámos também perceber como será a nova composição do Parlamento Europeu após as eleições de maio. Um exercício difícil já que, primeiro, é preciso saber como termina o processo da saída do Reino Unido da União Europeia.

No "Estado da União", programa que passa em revista a atualidade europeia da semana, destacamos ainda alguns números.

  • 1.591 - foi o número de palavras que o presidente francês Emmanuel Macron usou para aproximar os europeus e afastá-los do populismo. A carta aberta publicada nos 28 Estados-membros foi o tiro de partida antes das eleições europeias de maio. Entre outras coisas, Macron pede a criação de uma agência de proteção contra ataques cibernéticos.
  • 13 - Partidos que integram o Partido Popular Europeu pediram a suspensão ou exclusão dos húngaros do Fidesz. A votação dos membros vai acontecer dia 20 e segue-se depois de meses de tensão entre o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán e alguns dos colegas da União Europeia. A retórica recente de Orbán tem tido por alvos a cúpula do PPE - o principal bloco conservador do Parlamento Europeu.
  • 2.300 M€ - A Uber aceitou pagar à justiça holandesa cerca de dois milhões e 300 mil euros depois de ter sido descoberto que ofereceu serviços de táxi sem licença, na Holanda, em 2014 e 2015. O acordo sobre o serviço "UberPop" - no qual pessoas sem licença de táxi transportavam passageiros nos carros particulares e usam o software da Uber para encontrar clientes e fazer pagamentos - inclui o pagamento de uma multa e a devolução das receitas do serviço na Holanda nesses dois anos.

Destaques na agenda da próxima semana:

  • Os deputados britânicos votam, na terça-feira, o acordo revisto da primeira-ministra Theresa May para a saída da União Europeia.
  • Também na terça-feira, começa em Bruxelas a terceira conferência internacional de doadores para a Síria.
  • Na sexta-feira, Bruxelas acolhe o Conselho de Associação União Europeia - Turquia.