Neozelandeses felicitam reforma na lei das armas

Neozelandeses felicitam reforma na lei das armas
Direitos de autor REUTERS/Edgar Su
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Decisão do governo neozelandês de proibir armas de assalto e semiautomáticas é globalmente elogiada pela população, no rescaldo do massacre de Christchurch

PUBLICIDADE

O massacre de Christchurch provocou uma onda de choque em toda a Nova Zelândia e a decisão do governo de restringir o tipo de armas disponíveis no comércio, eliminando nomeadamente as semelhantes à usada na matança, foi globalmente bem recebida.

Junto à mesquita Al Noor, uma das visadas pelo ataque, um homem diz: "É um passo na direção certa. Algo tem de mudar com base na experiência adquirida. Algumas pessoas podem considerar uma reação rápida devido a uma única pessoa. A s consequências daquilo a que assistimos são terríveis e algo deve mudar. Esta foi uma boa decisão."

Outro afirma: "É bom o que fizeram agora. Não é possível controlar as pessoas, por isso é preciso controlar as leis, no que diz respeito às armas. É um passo certo para a sociedade."

Outro ainda acrescenta: "Esta lei tem de ajudar o resto do país e manter sob controlo indivíduos com maus pensamentos. É bastante simples."

Na sequência da tragédia, tem-se multiplicado também o número de neozelandeses que decidiram entregar voluntariamente às autoridades armas semiautomáticas adquiridas de forma legal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin rearma exército, enquanto escasseia ajuda humanitária da ONU para a Ucrânia

Grave escassez de munições ameaça posição da Ucrânia na linha da frente

Tiroteio no metro de Nova Iorque faz um morto