Última hora

Última hora

Officine Garibaldi, a "catedral de cristal" de Pisa

Officine Garibaldi, a "catedral de cristal" de Pisa
Tamanho do texto Aa Aa

Pisa é uma cidade de contrastes. Lado a lado, monumentos históricos coabitam com edifícios contemporâneos, como a Officine Garibaldi, uma mediateca apoiada pela Política de Coesão da União Europeia.

A cidade tem 90 mil habitantes, só este centro recebe a visita de 150 mil pessoas, por ano. O orçamento total é de 7 milhões e 900 mil euros, dos quais mais de metade (€4,1 milhões) é financiada pela Política de Coesão da União Europeia e a restante parte por Itália (€3,8 milhões).

Entre exposições, aulas, e outras atividades em vários pisos, o programa da Officine Garibaldi's é vasto, com quase 400 eventos por ano. Os conceitos são desenvolvidos neste corredor, cada divisão trabalha numa área específica. Todas as atividades são de graça, tanto para os habitantes como para quem visita a cidade.

A biblioteca é onde alguns dos maiores tesouros estão guardados. Mais de 90 jornais, desde o século XIX. estão disponíveis para consulta, em papel ou microfilme. Este é também um espaço para estudantes, com mais de 15 mil livros.

"A nossa biblioteca faz parte de uma rede local da região de Pisa que está integrada no sistema bibliotecário nacional. Portanto, quem vier buscar um livro, pode, em poucos dias, ter acesso a cerca de três milhões e meio de volumes, só a nível regional, e a todo o património nacional em duas semanas", conta Alice Zucchini, administradora da biblioteca.

A "catedral de cristal" pode ser descoberta através de visitas guiadas diárias às muralhas da cidade: 3km a pé numa das mais antigas fortificações da Europa.

Num dos pontos do percurso, é possível ver a admirar a Officine Garibaldi, uma estrutura nova que comunica bem nesta perspetiva de integração e coordenação entre o novo e o velho, como as muralhas de Pisa.