EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente interino não deverá acalmar manifestações

Presidente interino não deverá acalmar manifestações
Direitos de autor REUTERS/Zohra Bensemra/Arquivo
Direitos de autor REUTERS/Zohra Bensemra/Arquivo
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Abdelkhader Bensallah, ex-presidente do Senado argelino assume chefia de Estado de forma interina, mas não deverá acalmar protestos, pois é visto como um elemento da velha guarda de Bouteflika

PUBLICIDADE

É o novo presidente interino da Argélia: Abdelkhader Bensallah, antigo presidente do Senado, de 77 anos, vai assumir por 90 dias as rédeas do país, como prevê a Constituição argelina, depois do Conselho Constitucional ter aceite a renúncia de Abdelaziz Bouteflika.

Mas, como explica o jornalista argelino Kamel Zait, "milhões de pessoas sairam à rua desde o início do movimento de contestação e opõem-se às soluções apresentadas, recusando figuras que simbolizam o sistema de Bouteflika, como Bensalah. Isso constitui um problema e [...] as manifestações vão continuar, até que essas figuras da velha guarda sejam afastadas".

Duas dezenas de associações argelinas apelaram à manutenção da pressão contra o regime, convocando novas manifestações para esta sexta-feira. Reclamam uma transição independente do poder e defendem que alguém como Bensalah não pode garantir uma eleição presidencial livre e justa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morte de jovens azeda as relações entre Argélia e Marrocos

Incêndios extintos na Argélia deixam 34 mortos e muitos bens em cinzas

Artistas emergentes e consagrados para ver na Art Basel