Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Putin recebe Erdogan

Putin recebe Erdogan
Direitos de autor
Maxim Shipenkov/Pool via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

Para além de assinarem acordos comerciais, que mostram a crescente cooperação entre os dois países, os presidentes debateram a atual situação na Síria.

Outro assunto que marcou o encontro na capital Russa foi a compra da Turquia do sistema antimísseis russos S-400. Recep Tayyip Erdogan já tinha revelado que as entregas dos equipamentos começam no próximo mês de julho

_“Sobre a questão dos S-400, definimos as próximas etapas e tomámos medidas. Aqueles que nos dizem para desistir dos nossos planos e que nos dão sugestões não nos conhecem. Se fizermos um contrato, se chegarmos a um acordo, o negócio está fechado". _

Recados do presidente turco para os Estados Unidos que não concordam com a compra e consideram que o sistema russo não é compatível com a aliança militar do ocidente. Na semana passada, o vice-presidente norte-americano disse que a Turquia está a pôr em risco a permanência na Nato.

Em relação à Síria, Rússia e Turquia parecem ter chegado a um entendimento depois de apoiarem lados opostos no conflito. Em cima da mesa está agora a situação no terreno, no contexto da retirada parcial das tropas norte-americanas e do memorando russo-turco de setembro para a estabilização de Idlib.

Ancara está também a negociar com Washington a possibilidade de estabelecer uma “zona segura” na fronteira com a Síria para evitar conflitos com os curdos, após da saída das tropas norte-americanas.