A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Brexit adiado até ao final de outubro

Brexit adiado até ao final de outubro
Direitos de autor
REUTERS/Susana Vera
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Madrugada adentro, Bruxelas recebeu os líderes da União Europeia para um compromisso sobre o adiamento do Brexit. E o consenso parece ter unido os 28, até na escolha da indumentária para o momento. Theresa May chegou com um pedido de extensão do prazo até 30 de junho. Os líderes europeus deram mais seis meses à primeira-ministra britânica. O Brexit deverá acontecer até 31 de outubro.

"Esta noite, o Conselho Europeu decidiu conceder ao Reino Unido uma extensão flexível do período previsto no artigo 50 até 31 de Outubro. Isto significa mais 6 meses para o Reino Unido. Durante este tempo, o que vai ser feito estará inteiramente nas mãos do Reino Unido. O Reino Unido vai continuar a cooperação sincera como pleno Estado-membro com todos os direitos", anunciou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Sem querer desiludir os apoiantes do Brexit, May concordou com a prorrogação. "Continuo a acreditar que precisamos de deixar a União Europeia com um acordo o quanto antes. E a União Europeia concordou que a prorrogação pode terminar quando o acordo para a saída tiver sido ratificado, tal como foi pedido pelos meus congéneres. Isto significa, por exemplo, que, se conseguirmos aprovar um acordo nas primeiras três semanas de Maio, não teremos de participar nas eleições europeias e deixaremos oficialmente a União Europeia no sábado, dia 1 de Junho", declarou a primeira-ministra.

Dois cenários podem agora antecipar o Brexit:

  • Por um lado, o Reino Unido terá de deixar a União Europeia a 1 de junho, caso não participe nas eleições para o Parlamento Europeu;
  • Por outro, se o Parlamento britânico aprovar o acordo de saída antes da nova data-limite, o Reino Unido deixa o bloco comunitário no primeiro dia do mês seguinte à aprovação da proposta.

Uma terceira opção dá ainda oportunidade aos britânicos de desistir do Brexit.

Resta agora saber que caminho seguirá Westminster.