Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": Eleitores, digital, comércio e Médio Oriente

"Breves de Bruxelas": Eleitores, digital, comércio e Médio Oriente
Direitos de autor
REUTERS/Francois Lenoir/File Photo
Tamanho do texto Aa Aa

A caminho da sessão plenária do Parlamento Europeu, o correspondente da euronews, Sandor Sziros, atravessou Bélgica, Luxemburgo e Alemanha para chegar a França. De vez em quando, desceu da bicicleta para questionar os transeuntes sobre as eleições europeias, em maio.

Os testemunhos mostram alguma apreensão com sobre os desafios que enfrenta a União Europeia.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • A controversa reforma da diretiva europeia sobre direitos de autor na Internet foi adotada pelo Conselho da União Europeia, compostos pleos governos dos Estados-membros. As novas regras garantem maior remuneração dos criadores de conteudos e artistas por parte das grandes plataformas digitais.
  • Com o voto contra da França e a abstenção da Bélgica, a Comissão Europeia recebeu um novo mandato dos Estados-membros para negociar um acordo de livre comércio com os EUA. Os objetivos principais são reduzir tarifas aduaneiras para produtos industriais e facilitar as regras de reconhecimento dos padrões de qualidade exigidos aos produtos fabricados nos dois blocos.
  • Mais de três dezenas de políticos de várias nacionalidades, que tiveram altas responsabilidades na política externa, pedem aos governos da União Europeia que rejeitem qualquer plano de paz dos EUA para o conflito no Médio Oriente que não respeite os direitos dos palestinianos. Os signatários criticam a administração de Donald Trump por se colocar ao lado das posições de Israel e mostrar indiferença em relação à política de colonização de território palestiniano.