Última hora

Última hora

Dia triste em Paris

Dia triste em Paris
Tamanho do texto Aa Aa

Esta terça-feira, parisienses e turistas quiseram ver de perto o que resta de um dos principais símbolos da cidade. O incêndio da última noite não deixou ninguém indiferente.

Em Paris, todas as atenções estão viradas para o monumento histórico mais visitado da Europa, situado nas margens do rio Sena.

Juliette Puche (estudante)

"É património de França. Uma parte de nós ardeu com ele. Conseguimos preservá-lo durante 800 anos e agora, infelizmente, ardeu. Penso que toda a gente sente esta perda”.

Coco Bassy (turista norte-americana)

“É realmente triste. É uma parte da história. Penso que para muita gente é também um símbolo religioso muito profundo. Ter essa conexão e ver tudo em chamas é muito tocante”.

Carlos Garcia (turista espanhol)

Apesar de não ser parisiense, sinto a mesma dor. Estamos muito tristes por ver Notre-Dame neste estado. Mas sabemos que este edifício vai ser reconstruído por todos”.

Anna (residente em Paris)

Como é que isto foi possível? Não havia equipamento de segurança suficientes para proteger e, principalmente, para intervir mais rápido? Isso incomoda-me. Podiam ter sido mais rápidos com helicópteros, com água e com areia”.

O fogo começou por volta das sete da tarde e demorou quinze horas até estar totalmente extinto.

No local estiveram mais de 500 bombeiros.

Emmanuel Macron disse que "o pior foi evitado" e prometeu a reconstrução da catedral do século XII.