EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Multimilionários franceses disponíveis para doar 300 milhões

Multimilionários franceses disponíveis para doar 300 milhões
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Além da ajuda que chega de fundações privadas, o dono do grupo LVMH e o chefe-executivo do grupo de luxo Kering, anunciaram ajudar com parte da fortuna na reconstrução de Notre-Dame

Dois dos homens mais ricos de França anunciaram que vão doar um total de 300 milhões de euros para ajudar a reconstruir a Catedral de Notre-Dame.

PUBLICIDADE

Bernard Arnault, principal acionista do grupo LMVH, grupo que detém a Louis Vuitton, disse que irá doar 200 milhões de euros

“A família Arnault e o grupo LVMH gostariam de demonstrar solidariedade perante esta tragédia nacional, e juntam-se para ajudar a reconstruir esta extraordinária catedral, que é um símbolo de França, da sua herança e da união francesa”, lê-se no comunicado emitido pela LMVH.

Francois-Henri Pinault, executivo-chefe do grupo Kering, grupo detentor de marcas como a Gucci e Yves Saint Laurent, diz doar 100 milhões de euros para a causa.

A Fundação do Património, uma organização privada que trabalha para proteger o património francês, anunciou que irá dar início a um peditório intenacional.

Na rede social twitter, escreveram: "Estamos a lançar um apelo internacional. Todas as doações recebidas serão para um fundo de restauração da catedral".

As ajudas gerais para o fundo de reconstrução do edifício histórico parisiense atingem já os 600 milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O valor histórico da Catedral de Notre-Dame

Mundo reage à tragédia de Notre-Dame

Notre-Dame parcialmente destruída pelo fogo