A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bruxelas pede ajuda aos Estrumpfes para defender os oceanos

Bruxelas pede ajuda aos Estrumpfes para defender os oceanos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O planeta tem um problema com o abuso dos plásticos. Mais de 80% do lixo nos mares é plástico e a União Europeia quer mudar o estado das coisas.

Bruxelas quer novas regras para reduzir e banir o uso de produtos em que o plástico seja desnecessário. Para isso, pediram a ajuda de umas conhecidas criaturas azuis.

Tudo, por um mundo mais verde. Uma representação da União Europeia foi à sede dos Estrumpfes em Genval, na Bélgica.

Para Véronique Culliford, neta do criador dos personagens, a ideia não poderia ser melhor:

"Os Estrumpfes sempre viveram na natureza. É a vida deles e querem salvar vidas, tal como nós", explicou à Euronews.

"Os Estrumpfes são um conjunto de valores. Podem usar a cor dos corpos deles para enviar uma mensagem para o mundo. Uma mensagem para as crianças dizerem às pessoas para prestarem atenção ao nosso planeta."

Um compromisso entre economia e ambiente

Uma forma simpática de alertar para um problema sério. Mas Bruxelas tem também de encontrar um equilíbrio entre os objetivos ambientais e a economia marinha.

Várias são as organizações não-governamentais exigem que Bruxelas assuma os compromissos, o que não é uma tarefa fácil.

Os stocks de peixe existentes no Mediterrâneo sofrem com as grandes quantidades pescadas todos os anos. Por outro lado, as comunidades costeiras dependem quase completamente das pescas. Com os Estrumpfes, Bruxelas procura também uma solução de compromisso.