Última hora

Última hora

Angola: Solidariedade une artistas num concerto por Moçambique

Angola: Solidariedade une artistas num concerto por Moçambique
Tamanho do texto Aa Aa

Um dia de ritmo, luzes e muita música com a ajuda no pensamento. O concerto de solidariedade Angola e Moçambique cujo lema "Juntos pela causa das vítimas do ciclone Idai" organizado pela Televisão Pública de Angola (TPA) uniu músicos e a juventude no estádio da cidadela em Luanda num ambiente de consciência e festa, este sábado.

O alinhamento foi ambicioso, durou mais 5 horas das previstas de espetáculo, para alegria das cerca de 14 mil pessoas que deram um salto até à cidadela. Entrada gratuita, mas cada um fez a sua parte e os donativos para Moçambique foram muitos.

O diretor artístico da Clé, Manuel Oliveira, explicou à Euronews que "em termos de artistas decidimos juntar sensivelmente 60 artistas, angolanos e moçambicanos. Temos uma nata de dez artistas de renome moçambicano. Daqui de Angola, daqui da nossa praça, temos cerca de 40 artistas nossos".

Cabingano Manuel, coordenador operacional de campanha da TPA, afirmou que durante um mês conseguiram unir Cabinda ao Cunene, rumar ao leste numa corrente de solidariedade muito forte por Moçambique. "Conseguimos recolher cerca de 110 toneladas contabilizadas até 6ª feira e hoje, desde as 6 da manhã, já arrecadámos perto de 7 toneladas".

Da tarde para a Noite, o Hip Hop angolano ao Pop, passando pelo Kuduro, artistas de Moçambique e Angola.

Neide Sofia

"Ambiente positivo, recetivo, agradável. Estamos muito satisfeitos e felizes, porque vamos carregar isso connosco e vamos transmitir essa energia para o nosso povo em Moçambique", salientou Criss, da banda moçambicana Sweet Boys.

A "rapper" angolana Elisabeth Ventura, contou que "foi um momento de muita felicidade, principalmente por saber que é um show solidário e graças a deus, as pessoas apareceram e mostraram que têm um coração muito solidário".

Neide Sofia, cantora angolana, sentiu "muito carinho, muito amor e acima de tudo muita alegria, o povo vibrou e eu estou muito agradecida pelo carinho do povo e estamos aqui para fazer o que é bom: ser solidário.

Pela noite dentro a música ecoou na capital angolana e foi transmitida em direto pela TPA e também pela TVM, televisão moçambicana.