A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

NATO avisa Turquia sobre compra de mísseis à Rússia

NATO avisa Turquia sobre compra de mísseis à Rússia
Direitos de autor
Kayhan Ozer/Presidential Press Office/Handout via REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da NATO foi esta segunda-feira à Turquia dizer ao Presidente Recep Tayyp Erdogan que a compra recente de mísseis à Rússia é incompatível com o sistema de defesa da Aliança Atlântica, à qual o país pertence.

Jens Stoltenberg sublinhou que não pode haver dois sistemas defensivos na NATO.

Também os Estados Unidos já prometeram impor sanções à Turquia se os mísseis forem posicionados, mas o presidente turco parece irredutível.

"As relações que a Turquia estabeleceu com diferentes países e regiões não são alternativas entre si, mas complementares. Não apreciamos os esforços para reviver essa disputa em relação a questões recentes, como os mísseis S-400 que é uma questão de direito soberano do nosso país."

O governo turco justificou a compra de mísseis à Rússia por necessidade e urgência em contar com um sistema defensivo antiaéreo, depois de falhadas as negociações com os Estados Unidos.

Washington teme brechas de segurança e exige a Ancara que devolva os mísseis. Até o fazer, os EUA suspenderam a entrega ao país dos modernos caças F-35 norte-americanos.