Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

NATO avisa Turquia sobre compra de mísseis à Rússia

NATO avisa Turquia sobre compra de mísseis à Rússia
Direitos de autor
Kayhan Ozer/Presidential Press Office/Handout via REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da NATO foi esta segunda-feira à Turquia dizer ao Presidente Recep Tayyp Erdogan que a compra recente de mísseis à Rússia é incompatível com o sistema de defesa da Aliança Atlântica, à qual o país pertence.

Jens Stoltenberg sublinhou que não pode haver dois sistemas defensivos na NATO.

Também os Estados Unidos já prometeram impor sanções à Turquia se os mísseis forem posicionados, mas o presidente turco parece irredutível.

"As relações que a Turquia estabeleceu com diferentes países e regiões não são alternativas entre si, mas complementares. Não apreciamos os esforços para reviver essa disputa em relação a questões recentes, como os mísseis S-400 que é uma questão de direito soberano do nosso país."

O governo turco justificou a compra de mísseis à Rússia por necessidade e urgência em contar com um sistema defensivo antiaéreo, depois de falhadas as negociações com os Estados Unidos.

Washington teme brechas de segurança e exige a Ancara que devolva os mísseis. Até o fazer, os EUA suspenderam a entrega ao país dos modernos caças F-35 norte-americanos.