O Fenómeno das "Fake News"

O Fenómeno das "Fake News"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para mostrar como é fácil publicar notícias falsas, um instituto de pesquisa e consultoria da Hungria inventou e propagou uma notícia falsa entre os meios de comunicação social

PUBLICIDADE

A informação, que tinha de ser credível e inofensiva, foi inventada de raiz.

_“A estátua de um super-herói mais alta do mundo vai ser construída em Budapeste, porque o Congresso Mundial dos Super-Heróis considera que as virtudes representadas nestas figuras, como a solidariedade e os valores democráticos, são as mais ameaçadas na Hungria". _

Péter Krekó, diretor executivo do Instituto Political Capital, explicou à euronews que o objetivo foi conseguido.

“Queríamos e conseguimos demonstrar que vários sites de notícias publicam informação sem qualquer crítica. Há notícias que poderiam facilmente ser identificadas como notícias falsas se os jornalistas perdessem algum tempo a pesquisar informação.”.

O instituto de pesquisa criou um perfil do Congresso Mundial de Fãs de Super-heróis nas redes sociais e publicou uma sondagem falsa sobre a personagem que deveria estar representada na estátua.

A informação falsa foi publicada em mais de 30 sites de notícias e atingiu cerca de 38 mil pessoas. Foram muito poucos os editores que ficaram desconfiados.

Depois de receberem o desmentido, apenas alguns meios de comunicação apagaram a notícia.

Muitos, nem sequer reagiram à notificação do instituto húngaro de pesquisa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Residentes do "bairro das festas", em Budapeste, estão fartos dos turistas

Mundiais de Atletismo terminam em Budapeste sem brilho português

Mundiais de Atletismo de Budapeste enchem cidade de desportistas de elite