A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Lisboa invadida por marionetas do FIMFA

Lisboa invadida por marionetas do FIMFA
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Objetos mecânicos, corpos que se transformam em paisagens, marionetas gigantes e muito mais, estão ocupar espaços emblemáticos.

A 19.ª edição Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas (FIMFA) está aí.

Até 26 de maio, Lisboa transforma-se na plataforma internacional do teatro de marionetas e formas animadas, com a apresentação de 21 companhias de Moçambique, França, Dinamarca, Reino Unido, Espanha, Alemanha, Holanda, Noruega, Finlândia, Irão, Estados Unidos da América e Portugal.

Espetáculos de sala e de rua, onde diferentes universos visuais são criados a partir de objetos ínfimos ou marionetas gigantes, fazem parte do FIMFA. Os criadores questionam o mundo, falam de liberdade, memória e identidade.

A Tarumba, com "Cabeçudos com Twist", Teatro de Ferro, com "Objetoteca Popular Itinerante", e Teatro de Marionetas do Porto, com "Lições de Voo", são as companhias portuguesas presentes no FIMFA. "A Filha do Tambor-Mor", opereta de Jacques Offenbach, é apresentada em estreia absoluta com a direção musical e de orquestra de Cesário Costa e encenação de António Pires.

As marionetas gigantes de Moçambique, estiveram pela primeira vez em Lisboa, apresentaram um espetáculo que reflete sobre problemas da sociedade moçambicana e conquistaram as ruas da capital portuguesa.

Os finlandeses do Livsmedlet Theatre filmam personagens em miniatura para falarem sobre os refugiados de um país não identificado.

Com maquetes e marionetas em miniatura, a companhia iraniana Pouppe Theatre encontrou uma forma poética de representar memórias da guerra.

Volker Gerling usa a paixão pelos flipbooks para criar o premiado "Retratos em Movimento"

Em "Avião de papel", Arthur Delaval faz-nos entrar numa caravana peculiar onde objetos reais e irreais interagem.

Com marionetas de tamanho humano, "Chambre Noire", da companhia Plexus Polaire, revela a história de vida de Valerie Jean Solanas, a feminista norte-americana que tentou matar Andy Warhol.

Os dinamarqueses do Teatret Gruppe 38, apresentam um espetáculo emblemático do seu repertório, o premiado "Hans Christian, you must be an angel". Um espetáculo-instalação onde muita coisa acontece longe do olhar do público.

Para além de espetáculos, o FIMFA inclui um conjunto de atividades paralelas, como a realização de workshops, apresentação de filmes e encontros com os criadores.

O FIMFA é uma produção da companhia A Tarumba - Teatro de Marionetas, com direção artística de Luís Vieira e Rute Ribeiro.