EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Putin só felicita Zelenskiy após normalização das relações bilaterais

Putin só felicita Zelenskiy após normalização das relações bilaterais
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo o porta-voz do Governo russo, Dmitry Peskov, não estão agendados contactos entre os dois chefes de Estado.

PUBLICIDADE

Vladimir Putin irá felicitar Volodymyr Zelenskiy assim que o novo presidente da Ucrânia conseguir resolver o conflito interno do país e quando iniciar o processo para a normalização das relações bilaterais.

Segundo o porta-voz do Governo russo, Dmitry Peskov, não estão agendados contactos entre os dois chefes de Estado.

"O presidente Putin felicitará o presidente Zelenskiy pelas primeiras conquistas na resolução do conflito interno no sudeste da Ucrânia e, também, pelos primeiros progressos na normalização das relações russo-ucranianas. Em relação a quem a Crimeia pertence, como referimos várias vezes, não se coloca essa questão e nem se pode colocar. É uma região da Federação Russa. Quanto ao sudeste, Donbass, esse é um problema interno da Ucrânia que pode ser e deve ser resolvido pelo presidente da Ucrânia, de acordo com o plano rigoroso dos acordos de Minsk".

"Para o cessar-fogo de Zelenskiy, no leste da Ucrânia, __ a tarefa prioritária, o Kremlin, que sempre rejeitou as acusações de ajudar os separatistas, afirma que esta é uma tarefa exclusivamente interna. Zelenskiy promete recuperar a Crimeia, mas o Kremlin deixa claro que essa questão está encerrada. Como Zelenskiy vai construir um diálogo com Moscovo e como serão as relações entre a Rússia e a Ucrânia? Ninguém parece ter a resposta, mas uma coisa é certa - Moscovo não vai o primeiro passo", refere a jornalista da euronews Galina Polonskaya.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin ameaça a Alemanha: Rússia pode fornecer armas para atingir alvos ocidentais

Ucrânia alerta para reforços russos. NATO atenua linhas vermelhas sobre uso de armas ocidentais

Rússia captura aldeia na região de Donetsk