A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

FIFA desiste de mundial com 48 equipas no Qatar

FIFA desiste de mundial com 48 equipas no Qatar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os petrodólares do Qatar não foram suficientes para tornar o sonho de um mundial com 48 equipas já em 2022 uma realidade. Há muito que o presidente da FIFA, Gianni Infantino, vinha a defender uma expansão no número de equipas presentes na fase final do Campeonato do Mundo mas o plano para tornar essa expansão uma realidade já no próximo torneio foi abandonado após uma reunião entre a FIFA e o país organizador.

Em cima da mesa estava a possibilidade de Omã e Kuwait se juntarem ao Qatar na organização do torneio mas o desinteresse manifestado por estes países levou a FIFA a recuar no projeto.

Ainda se admitiu a hipótese do Qatar suportar sozinho todo o esforço necessário para acolher mais 16 equipas no mundial, nomeadamente a construção de novas infraestruturas, mas chegou-se à conclusão que o risco seria demasiado elevado tendo em conta o pouco tempo que resta para o pontapé de saída.

Desde 1998 que a fase final do Campeonato do Mundo é disputada por 32 equipas, Gianni Infantino aponta agora ao mundial de 2026, organizado por Estados Unidos, Canadá e México, para a desejada expansão.