A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Líderes europeus debatem futuro da UE

Líderes europeus debatem futuro da UE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Cumpridas as eleições europeias da semana passada, está dado o tiro de partida para a corrida aos principais cargos da União Europeia para os próximos cinco anos.

As eleições revelaram um parlamento fragmentado no qual os partidos do centro, o PPE e Socialistas e Democratas, perderam a maioria em favor dos Liberais, Verdes e nacionalistas.

No total, os dois maiores blocos totalizam 326 lugares, abaixo dos 376 necessários para obter uma maioria num parlamento com 751 assentos.

Um dos principais candidatos a presidente da Comissão Europeia é Manfred Weber, o cabeça de lista pelo PPE.

Apesar do PPE ter perdido 36 assentos, permanece o maior grupo parlamentar.

"Vamos agora realizar um debate interno no seio do PPE. Contamos com vários chefes de governo e de estado. Hoje vamos discutir uma linha comum. Uma coisa é clara: queremos uma Europa democrática. Nós, enquanto grupo do Partido Popular Europeu, temos uma forte pretensão de liderança porque foi o que o eleitorado decidiu. Estamos abertos ao diálogo com os outros partidos", afirmou Manfred Weber à chegada à cimeira.

Mas Weber não está sozinho. Frans Timmermans dos Socialistas e Democratas também está na corrida, assim como Margrete Vestager em representação dos Liberais.

O atual responsável pelas negociações do Brexit, Michel Barnier, é igualmente apontado como um possível sucessor de Jean-Calude Juncker.