Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Orlando Bloom e os rostos do ciclone Idai

Orlando Bloom e os rostos do ciclone Idai
Tamanho do texto Aa Aa

As consequências dos ciclones Idai e Kenneth, em Moçambique, têm um rosto. São famílias deslocadas a viver em condições precárias. Orlando Bloom visitou o país, onde mais de um milhão de crianças continuam a precisar de assistência humanitária urgente.

O ator e embaixador da UNICEF foi até à Beira, uma das zonas mais afetadas pelo ciclone Idai, que matou mais de 600 pessoas e destruiu quase 240 mil casas, em março. Visitou o acampamento de Mutua, com mais de 1500 pessoas e quase metade são crianças.

"Acabámos de andar pela comunidade. É muito difícil explicar o tipo de perda e a devastação que estas pessoas viveram. Estão muito orgulhosas e meio desesperadas ao mesmo tempo. Vivem em instalações e condições muito básicas", disse Bloom.

O UNICEF lançou um apelo para dar resposta humanitária em Moçambique, no Zimbabué e no Malawi.