A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Orlando Bloom e os rostos do ciclone Idai

Orlando Bloom e os rostos do ciclone Idai
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As consequências dos ciclones Idai e Kenneth, em Moçambique, têm um rosto. São famílias deslocadas a viver em condições precárias. Orlando Bloom visitou o país, onde mais de um milhão de crianças continuam a precisar de assistência humanitária urgente.

O ator e embaixador da UNICEF foi até à Beira, uma das zonas mais afetadas pelo ciclone Idai, que matou mais de 600 pessoas e destruiu quase 240 mil casas, em março. Visitou o acampamento de Mutua, com mais de 1500 pessoas e quase metade são crianças.

"Acabámos de andar pela comunidade. É muito difícil explicar o tipo de perda e a devastação que estas pessoas viveram. Estão muito orgulhosas e meio desesperadas ao mesmo tempo. Vivem em instalações e condições muito básicas", disse Bloom.

O UNICEF lançou um apelo para dar resposta humanitária em Moçambique, no Zimbabué e no Malawi.