A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Os desafios do cabeça-de-lista

Os desafios do cabeça-de-lista
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nas eleições europeuias de 2014 tudo correu muito bem.

Em vez de ser nomeado pelos chefes de estado e governo, Jean-Claude Juncker foi escolhido pelos seus apoiantes, participou da campanha eleitoral e a seguir foi aprovado pelo Conselho Europeu.

Conhecido como Spitzenkandidat, o que significa cabeça-de-lista, trata-se de uma forma de democratizar a escolha do futuro presidente da comissão.

Cada grupo político no parlamento propõe um ou vários candidatos.

O grupo que conquista o maior número de assentos nas eleições apresenta o seu candidato para a aprovação dos líderes europeus no Conselho.

Uma vez aprovado, o cabeça de lista assume o cargo de presidente da Comissão Europeia.

Desta vez, contudo, vai ser diferente.

Alguns líderes europeus, incluindo o presidente francês Macron, teriam sugerido acabar com o processo do cabeça-de-lista nomeando o seu próprio candidato.

A concretizar-se, este jogo de poder arriscado poderá ter influência no braço-de-ferro entre o Parlamento e o Conselho Europeu.