Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O jornalista russo 'anti-corrupção' vai aguardar julgamento em casa

O jornalista russo 'anti-corrupção' vai aguardar julgamento em casa
Direitos de autor
REUTERS/Tatyana Makeyeva
Tamanho do texto Aa Aa

Ivan Golounov, jornalista de investigação russo que estava preso depois de detido, esta tarde, por tentativa de tráfico de droga, vai agora aguardar julgamento em casa. A decisão foi tomada pelo tribunal russo, depois do supeito ter sido transportado para o hospital por reportar ter-se sentido mal durante a detenção.

O jornalista de 36 anos tinha sido levado para a esquadra por posse de quatro gramas da droga sintéticas. Mais tarde, nas buscas que a polícia fez ao seu apartamento, foram encontradas mais substâncias ilegais, incluindo cocaína.

O jornalista trabalhava no Meduza, um jornal online com sede na Letónia. O orgão de comunicação social diz que tudo não passa de um esquema das autoridades, depois de Golounov ter exposto, em várias reportagens, negócios ilegais executados pela máfia russa.

Nas ruas, várias pessoas protestaram pelo jornalista, incluindo a mãe do suspeito, a qual disse aos jornalistas que "a verdade virá ao de cima". Os protestos levaram as autoridades a deter várias pessoas.

Caso se prove que Ivan Golounov é culpado, pode vir a enfrentar uma pena até 20 anos de prisão.