Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Salvini fecha porto de Lampedusa a Sea Watch 3

Salvini fecha porto de Lampedusa a Sea Watch 3
Direitos de autor
REUTERS/Antonio Parrinello - Falco, Salvatore
Tamanho do texto Aa Aa

As portas de Lampedusa, em Itália, estão fechadas para os migrantes do SeaWatch 3.

O barco da Organização Não-Governamental (ONG) com o mesmo nome tem a bordo 53 pessoas resgatadas no Mediterrâneo. Procuram terra firme para desembarcar, mas Matteo Salvini já avisou que terão de o fazer em Trípoli, onde as autoridades têm os portos abertos.

O ministro italiano do Interior recusa ainda a hipótese de o Sea Watch 3 se dirigir para Malta, como alternativa.

De acordo com a lei internacional as embarcações são obrigadas a levar os migrantes para o porto seguro mais próximo.

Por essa razão, Salvini alega que deverá ser a Líbia a acolher o navio de resgate.

Mas a ONG alemã recusa-se a aportar na capital do país, afirmando não ver reunidas condições de segurança. Uma situação confirmada pela Comissão Europeia.