Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

AfD travada por "frente" dos outros partidos

AfD travada por "frente" dos outros partidos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Octavian Ursu, o candidato da CDU de Angela Merkel, venceu a segunda volta das eleições municipais em Görlitz, uma cidade do leste da Alemanha, contra o representante partido populista de direita AfD, impedindo este partido de conseguir o que seria um primeiro município.

Estas eleições são vistas como um barómetro para as eleições estaduais que decorrem no dia 1 de setembro nos Lander vizinhos da Saxónia, Brandenburgo e Turíngia.

Depois da primeira volta, o candidato da AfD, Sebastian Wippel, era dado como favorito, mas a união dos restantes partidos, que apelaram ao voto na CDU, acabou por evitar esta vitória. Uma postura que contrasta com o que aconteceu recentemente em Espanha, onde o Ciudadanos e o Partido Popular se aliaram ao Vox em várias cidades para destronar o PSOE.

"Estamos aliviados. Seguimos os resultados desde o início da noite e estávamos nervosos, sem saber como iria terminar. Eu estava otimista, mas muitos estavam pessimistas e nervosos. Agora estamos todos aliviados, felizes e com a esperança de que as coisas melhorem e a nossa cidade se torne mais empenhada", diz Anna Nerlich, residente em Görlitz.

A AfD é neste momento a principal força da oposição, na Alemanha e terceiro partido mais representado no parlamento, onde está desde 2017. Mas mantém-se isolado, já que os outros partidos políticos alemães têm rejeitado fazer alianças.