A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Milhares exigem demissão do governo na Geórgia

Milhares exigem demissão do governo na Geórgia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A visita e intervenção de um deputado russo no parlamento da Geórgia acendeu o rastilho da contestação.

Sergei Gavrilov fez um discurso em russo, sentado na cadeira do presidente da assembleia, numa reunião com Igrejas ortodoxas.

O protesto dos deputados contra a influência Rússia fez-se ouvir de imediato. Fora do edifício, milhares de pessoas tentaram invadir o hemiciclo.

"Até com um olho conseguimos ver o que é que o governo nos fez. Aqui está escrito 20 por cento e é simbólico porque 20 por cento do nosso país está ocupado pela Rússia. Este protesto é para exigir à Rússia, que é um ocupante, que deixe a nossa terra livre, como devia estar," diz uma jovem estudante no protesto.

O presidente do parlamento demitiu-se, mas o manifestantes exigem também a saída do ministro do Interior e eleições antecipadas.

A Geórgia, terra de Joseph Estaline, nunca teve uma relação fácil com a Rússia. Depois da restauração da Independência, esta ex-república soviética não perdoou a Moscovo o apoio aos independentistas, fomentando a declaração de independência na Ossétia do Norte e na Abkházia.