A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

AKP desvaloriza derrota em Istambul

AKP desvaloriza derrota em Istambul
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Partido AKP desvaloriza a perda de Istambul para a oposição na eleição de domingo. Mas parecem existir poucas dúvidas de que a esmagadora vitoria do candidato do CHP, Ekrem Imamoglu, foi um golpe politico no presidente Recep Tayyip Erdogan.

O próprio Erdogan afirmou em tempos que "quem vence Istambul vence a Turquia".

"Estas são eleições locais e as pessoas votam por razões locais, pelos candidatos, serviços oferecidos e pelo partido. Se interpretar os resultados como se fossem eleições gerais, estaria a tirar conclusões erradas. Istambul é tão grande que, na verdade, é maior do que alguns países da Europa, portanto, o orçamento, a administração, a população é como governar um Estado. É aqui que Ekrem Imamoglu precisa provar o seu valor", diz Harun Armagan.

Acredita-se que a primeira eleição em março passado foi anulada por pressão de Erdogan aparentemente por irregularidades. O AKP também perdeu tempo, devido às ações do líder e terá reforçado a imagem de Imamoglu.

"O facto de Erdogan ter feito uma campanha fervorosa nesta eleição, o resultado está a ser olhado pelas capitais europeias como um revés pessoal e certamente há uma ideia nos eleitores turcos - a maioria em Istambul e outras grandes cidades no dia 31 de março, quiseram ir contra o sistema de regras de um só homem ", explica Marc Pierini, antigo embaixador da União Europeia para a Turquia.

Raramente uma eleição local teve tanto significado mas Erdogan tem sido cuidadoso em construir sua carreira política ao longo de vinte e cinco anos com uma sensação de vitória e uma aura de invencibilidade.