Última hora

Fogo em submarino militar faz 14 mortos

Fogo em submarino militar faz 14 mortos
Tamanho do texto Aa Aa

O incêndio a bordo de um submergível militar russo fez pelo menos 14 mortos entre uma equipa de marinheiros russos que iniciava uma missão de pesquisa científica no fundo do mar.

A tragédia terá ocorrido na segunda-feira pelas 20:30 (hora local), numa zona não identificada, mas a informação só foi revelada esta terça-feira pelo Ministério russo da Defesa, num comunicado citado pela agência TASS.

O submergível que é transportado acoplado a um submarino de maiores dimensões, seria movido a energia nuclear, mas não transportava armas, avança a agência RBC, citando uma fonte anónima das forças de segurança russa. A missão em curso seria de pesquisa científica com interesse militar.

A embarcação, com capacidade de descer até 6000 metros de profundidade e identificada como "projeto 10831" ou como "Losharik", estaria a iniciar o processo de submersão quando ocorreu um incêndio a bordo.

O fogo terá sido extinto "graças ao auto sacrifício da equipa a bordo", lê-se no comunicado opficial.

"As causas do acidentes estão a ser investigadas pelo Comandante-chefe da Marinha russa", conclui.

Vladimir Putin já reagiu à tragédia, endereçou as condolências às famílias das vítimas e e pediu ao ministro da Defesa, Serguei Shoigu, para viajar para Severemorsk para reforçar a investigação ao acidente.

A tripulação do submergível era constituída por profissionais de topo. De acordo com os relatórios preliminares, sete das 14 vítimas mortais eram capitães e, dois deles, heróis da Rússia. Esta é uma grande perda para a frota e para as forças armadas russas no geral.", conccretizou o Presidente russo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.