Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Fogo em submarino militar faz 14 mortos

Fogo em submarino militar faz 14 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O incêndio a bordo de um submergível militar russo fez pelo menos 14 mortos entre uma equipa de marinheiros russos que iniciava uma missão de pesquisa científica no fundo do mar.

A tragédia terá ocorrido na segunda-feira pelas 20:30 (hora local), numa zona não identificada, mas a informação só foi revelada esta terça-feira pelo Ministério russo da Defesa, num comunicado citado pela agência TASS.

O submergível que é transportado acoplado a um submarino de maiores dimensões, seria movido a energia nuclear, mas não transportava armas, avança a agência RBC, citando uma fonte anónima das forças de segurança russa. A missão em curso seria de pesquisa científica com interesse militar.

A embarcação, com capacidade de descer até 6000 metros de profundidade e identificada como "projeto 10831" ou como "Losharik", estaria a iniciar o processo de submersão quando ocorreu um incêndio a bordo.

O fogo terá sido extinto "graças ao auto sacrifício da equipa a bordo", lê-se no comunicado opficial.

"As causas do acidentes estão a ser investigadas pelo Comandante-chefe da Marinha russa", conclui.

Vladimir Putin já reagiu à tragédia, endereçou as condolências às famílias das vítimas e e pediu ao ministro da Defesa, Serguei Shoigu, para viajar para Severemorsk para reforçar a investigação ao acidente.

A tripulação do submergível era constituída por profissionais de topo. De acordo com os relatórios preliminares, sete das 14 vítimas mortais eram capitães e, dois deles, heróis da Rússia. Esta é uma grande perda para a frota e para as forças armadas russas no geral.", conccretizou o Presidente russo.