Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Morte de Lambert encerra batalha legal de 6 anos

Morte de Lambert encerra batalha legal de 6 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O tetraplégico francês, Vincent Lambert, faleceu esta quinta-feira em Paris.

Desde 2008 que Lambert se encontrava em estado vegetativo na sequência de um acidente de trânsito.

A morte de Lambert encerra uma batalha judicial de 6 anos entre membros da família assim como um debate intenso sobre o direito a uma morte digna.

A morte do tetraplégico ocorreu nove dias depois da equipa médica ter retirado a alimentação e hidratação artificiais que mantinham o paciente com vida. Vincent Lambert contava 42 anos de idade.

A batalha judicial opôs os pais de Lambert, defensores da continuação dos tratamentos, à sua mulher e maioria dos que lhe eram próximos convencidos que Vincent teria preferido morrer a viver naquele estado.

Após quatro anos passados num estado mínimo de consciência, os médicos do hospital de Reims, onde se encontrava internado, decidiram interromper o tratamento.

Foi o início de um debate intenso que se prolongou em público e nos tribunais durante seis anos.

Finalmente, no dia 2 de julho a equipa médica decidiu interromper os tratamentos; seis dias mais tarde os pais de Vincent anunciaram que não iram recorrer da decisão.

Alguns dos seus amigos mais próximos manifestaram-se satisfeitos com este desfecho afirmando que marca o fim de um longo período de tormento.