A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Morte de Lambert encerra batalha legal de 6 anos

Morte de Lambert encerra batalha legal de 6 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O tetraplégico francês, Vincent Lambert, faleceu esta quinta-feira em Paris.

Desde 2008 que Lambert se encontrava em estado vegetativo na sequência de um acidente de trânsito.

A morte de Lambert encerra uma batalha judicial de 6 anos entre membros da família assim como um debate intenso sobre o direito a uma morte digna.

A morte do tetraplégico ocorreu nove dias depois da equipa médica ter retirado a alimentação e hidratação artificiais que mantinham o paciente com vida. Vincent Lambert contava 42 anos de idade.

A batalha judicial opôs os pais de Lambert, defensores da continuação dos tratamentos, à sua mulher e maioria dos que lhe eram próximos convencidos que Vincent teria preferido morrer a viver naquele estado.

Após quatro anos passados num estado mínimo de consciência, os médicos do hospital de Reims, onde se encontrava internado, decidiram interromper o tratamento.

Foi o início de um debate intenso que se prolongou em público e nos tribunais durante seis anos.

Finalmente, no dia 2 de julho a equipa médica decidiu interromper os tratamentos; seis dias mais tarde os pais de Vincent anunciaram que não iram recorrer da decisão.

Alguns dos seus amigos mais próximos manifestaram-se satisfeitos com este desfecho afirmando que marca o fim de um longo período de tormento.