Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Ataque do grupo Al-Shabab a um hotel no sul da Somália

Ataque do grupo Al-Shabab a um hotel no sul da Somália
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 26 pessoas morreram e 56 ficaram feridas num ataque do grupo Al-Shabab a um hotel na cidade portuária de Kismayo, no sul da Somália.

O ataque teve início no final da tarde de sexta-feira, quando um carro armadilhado explodiu na entrada do hotel Medina, um local bastante popular no centro da cidade.

Os homens do grupo armado entraram no edifício e começaram os confrontos com as autoridades. O cerco ao hotel terminou este sábado de manhã. No hotel estavam principalmente empresários e políticos que se tinham deslocado até à cidade.

O grupo Al-Shabab, que está contra o Governo da Somália, pretende a imposição da lei islâmica e já levou a cabo vários ataques no país e também no vizinho Quénia.

Segundo o presidente do Estado de Jubbaland, na região sul da Somália, onde se situa Kismayo, entre as vítimas estão cidadãos quenianos, americanos e britânicos. Dois chineses também ficaram feridos. Hodan Nalayeh, uma conhecida jornalista, e o marido, Jama Suleiman, estão entre as 26 vítimas mortais.

Em março deste ano, pelo menos 32 pessoas morreram num ataque com um camião-bomba na capital da Somália, Mogadíscio. E, em outubro de 2017, pelo menos 231 pessoas morreram numa outra explosão perto de um popular hotel, também na capital somali.