EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Rebelião de verão" continua em Londres

"Rebelião de verão" continua em Londres
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Continua a "rebelião de verão" que o grupo de ativistas Extinction Rebellion prometeu para esta semana no Reino Unido. Esta terça-feira foi o segundo dia de protestos em Londres, para exigir a neutralidade carbónica até 2025.

PUBLICIDADE

Continua a "rebelião de verão" que o grupo de ativistas Extinction Rebellion prometeu para esta semana no Reino Unido. Esta terça-feira foi o segundo dia de protestos em Londres, para exigir a neutralidade carbónica até 2025.

O grupo Extinction Rebellion, que luta contra as alterações climáticas, continua os seus protestos. Os ativistas bloquearam duas das entradas de uma fábrica de betão, em Bow, no leste de Londres. Esta fábrica está a tentar expandir-se para, segundo eles dizem, fornecer cimento para um novo túnel que vai passar debaixo do rio Tamisa.

O grupo diz que o cimento é muito mau para o ambiente no que concerne às emissões de CO2 e que o túnel também seria prejudicial. Os ativistas reclamam que este local seja usado para indústrias mais amigas do ambiente.

"O grupo continua a usar a mesma tática. Como podem ver, eles exibem cartazes e estão presos uns aos outros para não serem retirados de onde estão, mas o efetivo policial, aqui, é bastante razoável. Os agentes estão a filmar os manifestantes. O grupo Extinction Rebellion quer realizar um verão de protestos como este. Ontem, marcharam pelo centro de Londres com um barco, uma vez mais, e bloquearam algumas estradas. Ameaçam também protestar no aeroporto de Heathrow", disse o correspondente da Euronews em Londres, Vincent Mcaviney.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleitores britânicos vão escolher um novo governo esta quinta-feira

Eleições no Reino Unido: Partido Trabalhista quer acabar com o plano de Ruanda

No último dia de campanha, sondagens apontam para reviravolta histórica no Reino Unido