A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA suspendem venda de caças F-35 à Turquia

EUA suspendem venda de caças F-35 à Turquia
Direitos de autor
REUTERS/Andrea Shalal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos excluíram a Turquia do programa de defesa F-35. Por decisão da Casa Branca, a venda dos caças norte-americanos a Ancara foi suspensa, após Ancara ter mantido a decisão de comprar mísseis russos.

De acordo com a subsecretária norte-americana da Defesa "a compra do S-400 pela Turquia é inconsistente com os compromissos com a NATO e terá um impacto negativo na interoperabilidade turca com a aliança", mas, para Ellen Lord, "independentemente da decisão da Turquia de prosseguir com a aquisição do sistema russo, a parceria internacional é forte e resiliente".

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros defendeu o direito à soberania e já pediu aos Estados Unidos para revogar a decisão, lembrando que a Turquia é um membro da NATO desde 1952 e que a medida pode ter consequências indesejáveis para todas as partes.

Mesmo Donald Trump parece insatisfeito com o rumo da relação entre os dois países. O presidente norte-americano lamentou não poder vender "milhares de milhões de dólares em aeronaves" e afirmou que a situação é injusta.

Pouco provável será a Turquia desistir do negócio com a Rússia, depois de, a 12 de julho, ter já sido feita uma entrega do sistema de defesa aérea S-400.