A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Investidura de Pedro Sánchez chumbada no parlamento

Investidura de Pedro Sánchez chumbada no parlamento
Direitos de autor
رويترز
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento espanhol chumbou a investidura de Pedro Sánchez. O líder socialista tem apenas mais uma oportunidade para convencer os deputados de que é a melhor opção para o governo do país. Caso contrário, Espanha terá de voltar a realizar eleições.

Das vozes dos deputados espanhóis, ouviram-se mais os "Não" do que os "Sim". 170 votos contra, 124 a favor e 52 abstenções ditaram a chumbo à investidura de Pedro Sánchez. Com a abstenção do Podemos, o líder do Partido Socialista Operário Espanhol falhou a maioria absoluta necessária no parlamento para se tornar primeiro-ministro.

Agora, resta uma segunda ronda para os deputados manterem ou alterarem o voto. O tudo ou nada de Sánchez está agendado para esta quinta-feira.

Os deputados foram a votos depois de um dia de debate, em que Sánchez começou por apresentar as propostas para a legislatura. Uma exposição que deixou o tema Catalunha de fora e não convenceu nem à direita, nem os separatistas.

Para vencer a segunda votação, o líder socialista tem de garantir apenas uma maioria simples. Ou seja, em dois dias, já não será preciso assegurar o voto favorável de mais de metade dos deputados, mas terão de ser mais os "Sim" dos que os "Não" a ouvir-se no parlamento espanhol.