Última hora
This content is not available in your region

Investidura de Pedro Sánchez chumbada no parlamento

Investidura de Pedro Sánchez chumbada no parlamento
Direitos de autor
رويترز
Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento espanhol chumbou a investidura de Pedro Sánchez. O líder socialista tem apenas mais uma oportunidade para convencer os deputados de que é a melhor opção para o governo do país. Caso contrário, Espanha terá de voltar a realizar eleições.

Das vozes dos deputados espanhóis, ouviram-se mais os "Não" do que os "Sim". 170 votos contra, 124 a favor e 52 abstenções ditaram a chumbo à investidura de Pedro Sánchez. Com a abstenção do Podemos, o líder do Partido Socialista Operário Espanhol falhou a maioria absoluta necessária no parlamento para se tornar primeiro-ministro.

Agora, resta uma segunda ronda para os deputados manterem ou alterarem o voto. O tudo ou nada de Sánchez está agendado para esta quinta-feira.

Os deputados foram a votos depois de um dia de debate, em que Sánchez começou por apresentar as propostas para a legislatura. Uma exposição que deixou o tema Catalunha de fora e não convenceu nem à direita, nem os separatistas.

Para vencer a segunda votação, o líder socialista tem de garantir apenas uma maioria simples. Ou seja, em dois dias, já não será preciso assegurar o voto favorável de mais de metade dos deputados, mas terão de ser mais os "Sim" dos que os "Não" a ouvir-se no parlamento espanhol.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.