A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Norte-americano confessa assassinato de polícia em Roma

Norte-americano confessa assassinato de polícia em Roma
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dois cidadãos norte-americanos foram detidos pela morte de um vice-brigadeiro da polícia militar italiana. Um deles, um estudante de 19 anos, já terá confessado ser o autor material do assassinato "carabinieri", adianta a Ansa.

A agência de notícias italiana acrescenta, na alegada cronologia de acontecimentos que levaram ao homicídio, que os dois norte-americanos estariam à procura de droga, em Trastevere, e terão comprado uma substância que acabaram por verificar tratar-se apenas de aspirina simples.

Na ânsia de recuperar o dinheiro, terão roubado a mala do alegado traficante que os havia enganado.

O traficante terá conseguido contactar a polícia e dois agentes à civil foram à procura dos dois americanos.

Encontraram-nos, houve um confronto e o vice-brigadeiro Mario Cerciello Rega, de 35 anos, acabou apunhalado oito vezes.

O polícia não resistiu aos ferimentos e, de acordo com a investigação ainda em curso, terá sido assassinado por causa apenas de uma centena de euros.

Pelo menos quatro pessoas foram interrogadas na esquadra da polícia. Dois cidadãos norte-americanos ficaram detidos, para já apenas sob suspeita de tentativa de extorsão e homicídio.

O funeral realiza-se segunda-feira, na mesma igreja onde o carabinieri se terá casado há cerca de um mês e meio, em Somma Vasuviana, nas proximidades de Nápoles.