EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Salvini diz que "coligação de governo não tem salvação possível"

Salvini diz que "coligação de governo não tem salvação possível"
Direitos de autor  REUTERS/ Remo Casilli
Direitos de autor  REUTERS/ Remo Casilli
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ministro do Interior italiano parece mais próximo da chefia do governo, depois da crise do TGV Lyon-Turim.

PUBLICIDADE

Matteo Salvini quer eleições antecipadas em Itália. O vice-primeiro-ministro e titular da pasta do Interior disse ao primeiro-ministro Giuseppe Conte que não há conserto possível para a coligação de governo. Isso mesmo reafirmou depois num comunicado. O comboio de alta velocidade italiano pode bem transportar Salvini até ao Palazzo Chigi, sede da presidência do conselho de ministros em Roma. 

A crise govenamental foi causada pela discussão sobre o TGV com a Liga, de Salvini, a votar contra a moção do parceiro de coligação, o Movimento Cinco Estrelas de Luigi Di Maio, que pretendia parar a construção da linha que liga Lyon a Turim. Este voto abriu aquela que é, até agora, a maior crise no seio do governo desde as eleições do ano passado.

Tendo em conta a subida da Liga nas sondagens, a eventualidade de eleições antecipadas pode concretizar o sonho de Matteo Salvini de subir um degrau e passar de ministro do Interior a chefe do Governo. A Liga tem 36% das intenções de voto, o que somado aos votos no partido Fratelli d'Italia daria uma maioria relativa de 43,5%, O Movimento Cinco Estrelas, de Luigi Di Maio, está pouco abaixo dos 18%, muito abaixo dos resultados de 2018, em que a Liga e o Cinco Estrelas tiveram resultados muito próximos que obrigaram os dois partidos a partilhar o poder e nomear um independente, Giuseppe Conte, para chefiar o governo.

Enquanto se esperam as cenas dos próximos episódios, a primeira cabeça a rolar será, provavelmente, a do Ministro das Infraestruturas e Transportes, Danilo Toninelli, membro do Movimento Cinco Estrelas que tem a tutela sobre a linha de alta velocidade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Direita italiana conquista Úmbria nas regionais

Salvini em digressão por praias italianas

Câmara de Itália rejeita moção de desconfiança contra Matteo Salvini e Daniela Santanchè