Última hora
This content is not available in your region

Salvini em digressão por praias italianas

euronews_icons_loading
Salvini em digressão por praias italianas
Direitos de autor  REUTERS/Antonio Parrinello
Tamanho do texto Aa Aa

Com o verão chega normalmente a praia e as férias, mas a política italiana parece não ter descanso. Matteo Salvini está em digressão pelos areais. Uma espécie de pré-campanha, depois de o líder da Liga ter ditado o fim da coligação no governo a que pertence e pedido eleições antecipadas.

No terreno, entre as multidões e as fotografias, há quem seja um pouco mais crítico em ralação à atitude do ministro do Interior por achar que há espaços mais adequados ao exercício da política

' Não gosto muito desta digressão de Salvini. Ele ir para a praia para nadar é uma coisa, mas para fazer política há outros lugares. O mar não é feito para política", diz uma banhista.

Para outra veraneante, "Di Maio e Salvini deveriam tentar dar-se bem", uma vez que, na sua opinião, graças ao Movimento 5 Estrelas "a economia está muito melhor agora, principalmente depois das políticas de rendimentos dos cidadãos", mas também graças a Salvini a entrada de migrantes na Sicília foi travada e postos de trabalho foram salvaguardados. Razões que a levam a acreditar que ambos deveriam "chegar a acordo para o bem de Itália".

Salvini trocou o fato e a gravata pelos calções de banho, esta quarta-feira, para uma ronda de duas semanas pelas praias italianas. Nas redes sociais , circulam já fotografias em que o ministro do Interior, em tronco nu, põe música em festas e promove de forma peculiar uma agenda política própria .