A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Zelenskiy e Putin discutiram conflito ucraniano ao telefone

Zelenskiy e Putin discutiram conflito ucraniano ao telefone
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um dia depois da morte de quatro soldados ucranianos na guerra civil contra os separatistas pró-russos, o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenskiy falou ao telefone com o chefe de Estado russo Vladimir Putin. Segundo Zelenskiy, Putin fez-lhe uma promessa, que será revelada mais tarde. O Kremlin confirmou que os dois homens falaram de um possível encontro, mas ainda não há data conhecida.

"É fundamental que os líderes dos chamados quatro da Normandia se encontrem face a face e acabem com esta guerra. Tive uma conversa urgente com o presidente Vladimir Putin sobre isso e disse-lhe que este incidente nos afasta do objetivo da paz. Pedi-lhe que influenciasse o outro lado, para que parem de matar os nossos", disse Zelenskiy

O grupo de que fala Zelenskiy, composto pela Rússia, pela Ucrânia, pela França e pela Alemanha, chegou em 2015, em Minsk, a um acordo que acabou com a guerra em larga escala, mas não acabou com focos de conflito que duram até hoje. A última reunião dos quatro líderes data de 2016. Zelenskiy derrotou nas urnas, em março deste ano, o até então presidente Petro Poroshenko, com a promessa de intensificar o diálogo com a Rússia e conseguir uma solução para o conflito.

No comunicado que emitiu depois da conversa telefónica, o Kremlin realça que Putin exigiu o fim dos bombardeamentos ucranianos de povoações na região do Donbass. Tanto Zelenskiy como Putin prometeram intensificar os programas de troca de prisioneiros. Desde 2014, o conflito entre o exército ucraniano e os combatentes próximos da Rússia matou cerca de 13 mil pessoas.