Última hora

Nas ruas pela preservação da Amazónia

Nas ruas pela preservação da Amazónia
Direitos de autor
REUTERS/Nacho Doce
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Jair Bolsonaro decretou o uso das Forças Armadas para “ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais” e no combate a “focos de incêndio”, entre 24 de agosto e 24 de setembro. Uma decisão tomada depois do presidente francês, Emmanuel Macron, tê-lo acusado de mentir, sobre o seu compromisso para com o ambiente, na cimeira de Osaca.

Contra Bolsonaro acumulam-se os protestos. Em São Paulo, na noite de sexta-feira, foram milhares os manifestantes contra as políticas do presidente e do seu governo.

Os protestos estenderam-se ao Rio de Janeiro mas não só. Chegaram a países como o Peru, a Argentina, e a Alemanha.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.