Chefe indígena responsabiliza Bolsonaro pela catástrofe ambiental

Chefe indígena responsabiliza Bolsonaro pela catástrofe ambiental
Direitos de autor REUTERS/Lucas Landau
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O chefe Raoni afirma que os fazendeiros sentem-se apoiados pelo chefe de estado

PUBLICIDADE

O chefe Raoni Metuktire da tribo Kayapo agradeceu ao presidente francês o empenho na preservação da Amazónia.

O chefe indígena brasileiro falou em Biarritz à margem do encontro do G7.

O auxílio prometido pelos líderes mundiais foi parcialmente recusado pelo presidente brasileiro.

Raoni Metuktire responsabilizou Bolsonaro pela catástrofe ambiental na Amazónia.

"Pensamos que a posição de Bolsonaro motivou os fazendeiros a fazerem as queimadas.
Os fazendeiros acham que gozam do apoio do chefe de estado para cometerem estes atos.
Nunca antes se viu uma atitude como esta de um presidente", Raoni Metuktire, líder da tribo Kayapo.

O presidente brasileiro rejeitou os auxílios dos países europeus afirmando apenas aceitar fundos de outros países sul-americanos, dos Estados Unidos e Israel.

Bolsonaro insistiu ainda em como os recursos devem ser administrados pelo Brasil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cinzas e destruição na Amazónia brasileira

Amazónia: Europa pressiona Brasil

Ministro brasileiro do Meio Ambiente vaiado em evento sobre mudanças climáticas