EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

O impacto das sanções dos EUA no Irão

O impacto das sanções dos EUA no Irão
Direitos de autor 
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O acordo nuclear de 2015 foi visto largamente pela comunidade internacional como um triunfo da democracia, que resolveu um conflito entre o Irão e o Ocidente. Mas a administração Trump retirou os Estados Unidos do pacto e impôs sanções ao Irão.

PUBLICIDADE

O acordo nuclear de 2015 foi visto largamente pela comunidade internacional como um triunfo da democracia, que resolveu um conflito entre o Irão e o Ocidente.

Mas a administração Trump retirou os Estados Unidos do pacto em em Biarriz, na cimeira do G7, o presidente dos Estados Unidos voltou a criticar esse acordo: "Fizemos um acordo ridículo. Demos-lhes 150 mil milhões de dólares. Demos-lhe 1,8 mil milhões em dinheiro e recebemos nada. A propósito, esse acordo foi de tão curto prazo que expira em breve. Não se faz um acordo com um país por um tão curto período de tempo. Os países duram muito tempo, pelo que não se faz acordos de curto prazo, sobretudo quando se paga essas verbas".

Washington foi mais longe em 2018 ao impor novas sanções contra o líder supremo do Irão, outras figuras do regime e empresas ligadas a elas.

As sanções pretendiam impedir o Irão de explorar a sua riqueza petrolífera, afetando a economia e aumentando a pressão sobre os governantes do país.

E as sanções tiveram impacto. A descida das receitas do petróleo empurrou o PIB para uma queda de 6%. A moeda iraniana desvalorizou 60% e a inflação subiu 37%.

O povo iraniano é quem tem pagado o preço mais alto por causa das sanções. O custo de vida tem aumentado e o desemprego também. Mas há muitas dúvidas sobre se isto vai forçar os líderes iranianos a fazerem concessões aos Estados Unidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes europeus apoiam NATO no meio da incerteza das eleições nos EUA

Masoud Pezeshkian vence segunda volta das eleições presidenciais no Irão

Joe Biden mantém candidatura às eleições presidenciais