Última hora

Alerta na fronteira Venezuela-Colômbia

Alerta na fronteira Venezuela-Colômbia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nicolás Maduro declara alerta na fronteira com a Colômbia. O presidente venezuelano também ordenou exercícios militares nas áreas de fronteira devido à suposta intenção do país vizinho de desencadear um conflito armado.

"Dei ordens ao comandante estratégico operacional das Forças Armadas Bolivarianas e a todas as unidades militares da fronteira que declarassem um alerta laranja face à ameaça de agressão da Colômbia contra a Venezuela. E começar a 10 de setembro, até 28 de setembro, os exercícios militares de soberania e paz que ocorrerão em toda a fronteira ocidental da Venezuela," afirmou o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Maduro disse que o Governo colombiano acusa a Venezuela de apoiar dissidentes das FARC como pretexto para o conflito.

A fronteira entre Venezuela e Colômbia, onde Maduro declarou o alerta "laranja", estende-se por mais de 2.200 quilómetros nos Estados de Zulia, Táchira, Apure e Amazonas. Uma área onde atuam grupos transnacionais de crime organizado, assim como guerrilheiros do ELN e dissidentes das FARC.

De recordar que, após o anúncio de Iván Márquez e outros ex-líderes das FARC de que voltariam a pegar em armas, o Presidente colombiano, Iván Duque, disse que não eram guerrilheiros, mas traficantes apoiados por Maduro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.