Ucrânia e Rússia trocam prisioneiros

Ucrânia e Rússia trocam prisioneiros
Direitos de autor REUTERS/Gleb Garanich
Direitos de autor REUTERS/Gleb Garanich
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano diz que operação representa "primeiro capítulo" no estabelecimento de novas relações entre os dois países

PUBLICIDADE

A troca de prisioneiros deste sábado pode ser um primeiro passo na normalização das relações entre a Ucrânia e a Rússia.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, que recebeu pessoalmente os concidadãos libertados no aeroporto de Borispol, perto de Kiev, disse esperar agora que se possa realizar em breve um encontro entre representantes dos dois países mediado pela França e pela Alemanha, com o objetivo de colocar um fim à guerra no Leste da Ucrânia, que fez mais de 13.000 mortos desde 2014.

Zelenskiy afirmou que esta troca de prisioneiros representa "o primeiro capítulo" no estabelecimento de novas relações bilaterais.

Ao mesmo tempo, chegava a Moscovo um grupo de russos libertados que incluía o jornalista Kirill Vyshinsky, que dirigia o ramo ucraniano da agência estatal russa RIA Novosti e que estava detido desde 2018, acusado de traição.

Apesar da operação, realizada após longas e duras negociações, oferecer uma oportunidade ao diálogo, Kiev continua a reclamar ao Kremlin a restituição da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia e Ucrânia chegam a acordo

"Na Ucrânia, Europa significa vida sem corrupção", disse Andrei Kurkov

Ataques russos na Ucrânia fazem pelo menos oito mortos