A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Papa condena corrupção em missa em Antananarivo

Papa condena corrupção em missa em Antananarivo
Direitos de autor
REUTERS/Yara Nardi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Numa missa que atraiu centenas de milhares de fiéis, nos arredores de Antananarivo, capital de Madagascar, o Papa Francisco condenou a cultura do privilégio e corrupção que permitiu a um pequeno número de pessoas viver na riqueza, enquanto a vasta maioria sofre na pobreza.

Um tema que o Sumo Pontífice já tinha abordado na passagem por Moçambique.

Papa Francisco: "Quando olhamos à nossa volta, quantos homens e mulheres, jovens e crianças sofrem, na maior das necessidades! Isso não faz parte dos planos de Deus."

Segundo a ONU, mais de 90 por cento dos 26 milhões de pessoas que constituem a população da ilha africana vivem com o equivalente a menos de dois dólares por dia.

Durante a visita, o Papa celebrou a obra de um antigo aluno que é apelidado de "santo vivo" de Madagascar, o padre Pedro Opeka, que, nos últimos 30 anos, liderou os esforços de construção de casas para 25.000 pessoas, 100 escolas, seis clínicas e dois estádios de futebol no país africano.