A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Oleg Sentsov quer "fazer filmes e viver"

Oleg Sentsov quer "fazer filmes e viver"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de cinco anos depois da prisão na Crimeia e apenas três dias depois da libertação, o realizador ucraniano, Oleg Sentsov, falou com os jornalistas ao lado de Oleksandr Kolchenko, outro ativista ucraniano libertado.

Sobre o futuro, o realizador diz que tem planos simples.

"Vou fazer as duas melhores coisas do mundo: filmes e viver. Quanto à Crimeia, infelizmente só poderei voltar em tanques”.

Sentsov chamou os prisioneiros políticos russos de "irmãos" e garantiu que vai trabalhar para que nenhum seja esquecido

“Farei tudo para aumentar a consciência sobre este problema, para manter o interesse das pessoas pelos nossos prisioneiros e pelos prisioneiros russos. Vocês dividem-nos, nós não. Todos são prisioneiros do Kremlin, são pessoas que sofrem por causa do Putin e precisam de ajuda".

Este sábado, a Rússia e a Ucrânia trocaram 70 prisioneiros de guerra.

A libertação do realizador ucraniano, preso por protestar contra a anexação da Crimeia à Rússia, era exigida pela comunidade internacional.

Enquanto esteve preso, Oleg Sentsov ganhou o Prémio Sakharov, uma distinção do Parlamento Europeu para a Liberdade de Pensamento.