Última hora
This content is not available in your region

Juncker: "Trump estava a elogiar-me"

euronews_icons_loading
Juncker: "Trump estava a elogiar-me"
Tamanho do texto Aa Aa

Jean Claude-Juncker diz que Donald Trump o admira. Em entrevista à euronews, o presidente cessante da Comissão Europeia afirma que a descrição que o presidente norte-americano fez dele, classificando-o como um "assassino brutal", foi, na realidade, um elogio às suas capacidades de negociação.

Jean-Claude Juncker: "Tomei-o como um elogio, porque ele estava a dizer 'adoro o Jean-Claude'. N inguém na Europa está a dizer 'adoro o Jean-Claude'... Certamente não o meu amigo Viktor Orban... Ele estava a dizer que eu era um negociador duro. Durante uma conferência de imprensa no Roseiral da Casa Branca, ele estava a dizer que preferia ter o Jean-Claude como negociador pelos Estados Unidos, do que pela Europa. Trata-se de uma série de elogios."

Desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos, Trump ter multiplicado as críticas à União Europeia, nomeadamente em termos das políticas comerciais e de Defesa, criando várias fricções nas relações bilaterais que a Europa tem tentado pouco a pouco ultrapassar.