A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Brexit: Juncker quer "propostas concretas" de Johnson

Brexit: Juncker quer "propostas concretas" de Johnson
Direitos de autor
© European Union 2019 - Source : EP - Mathieu CUGNOT
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes da União Europeia (UE) apresentaram uma avaliação sombria do estado das negociações do Brexit aos eurodeputados reunidos em Estrasburgo.

A probabilidade do Reino Unido deixar a UE sem acordo aumenta à medida que o prazo de 31 de outubro se aproxima.

Londres quer que o elemento "backstop" seja removido. Mas o presidente cessante da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considera que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, ainda não forneceu alternativas credíveis.

"Disse ao primeiro-ministro Johnson que não tenho nenhum apego emocional à questão de segurança. Por isso, convidei o primeiro-ministro britânico a apresentar propostas concretas e operacionais, por escrito, sobre as vias alternativas (ao back stop) que nos permitam alcançar os objectivos," afirmou Jean-Claude Juncker .

O negociador chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier, alertou que as consequências da inexistência de um acordo de saída não devem ser subestimadas. Disse que um acordo abriria o caminho para uma futura parceria e até levantou a perspectiva de uma união aduaneira.

01:05 SOT BARNIER

"A parceria tem como ponto de partida um acordo de livre troca "acordo de livre comércio ". Mas, no texto atual, deixa a porta aberta a algo mais ambicioso se existir uma vontade comum. Nós temos essa vontade de sermos o mais ambiciosos possível com o Reino Unido na nossa futura relação económica; por exemplo, através de uma união aduaneira," declarou Michel Barnier.

Barnier e Junker encontraram-se com Johnson no Luxemburgo, no início desta semana, mas as conversas não produziram grandes resultados, apenas o compromisso de intensificar os contatos. Ambos os lados continuam comprometidos em encontrar um acordo mas os problemas políticos internos do Reino Unido tornam a missão muito difícil.