A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Doença de Parkinson: o desafio do diagnóstico precoce

Doença de Parkinson: o desafio do diagnóstico precoce
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

_A doença de Parkinson afeta 1,2 milhão de pessoas na União Europeia. _

A doença de Parkinson não tem cura e o diagnóstico precoce é extremamente difícil. A euronews falou com Dhaval Trivedi, neurologista do King's College, em Londres.

"A doença de Parkinson é uma doença progressiva e neurodegenerativa cujos sintomas típicos incluem tremor, lentidão dos movimentos ou problemas de destreza. Os pacientes têm dificuldades em fazer certos movimentos. Estes são os sintomas iniciais que é preciso detectar precocemente. Mas não existe qualquer investigação ou mecanismo médico de detectação desses sinais precoces. Por isso, os médicos têm dificuldade em perceber esses sintomas precoces", explicou Dhaval Trivedi.

A Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa participa atualmente num projeto europeu que visa melhorar o diagnóstico precoce e o tratamento dos sintomas, nomeadamente graças ao uso dos jogos de vídeo e da inteligência artificial.

"Prever e conhecer os sintomas é muito importante. Embora não exista cura, a doença pode ser gerida, de uma forma melhor, se se conhecer os sintomas iniciais. Há medicamentos disponíveis para controlar esses sintomas, o que pode melhorar a qualidade da vida dos pacientes", acrescentou o médico do King's College, em Londres.