Última hora
This content is not available in your region

Forte abstenção nas presidenciais no Afeganistão

euronews_icons_loading
Forte abstenção nas presidenciais no Afeganistão
Tamanho do texto Aa Aa

As presidenciais no Afeganistão ficam marcadas por uma forte abstenção. O país procede à contagem dos votos, mas a participação poderá ser a mais baixa desde 2004, devido à ameaça de ataques e ao receio de fraudes.

No passado sábado, o Ministério do Interior deu conta de cinco mortos e 37 civis feridos em vários ataques atribuídos aos Talibã que multiplicaram os avisos para dissuadir os eleitores.

Segundo a Comissão Eleitoral e segundo os números disponíveis, pouco mais de 10% dos eleitores foi às urnas.

Observadores independentes, em Cabul, minimizam as consequências de uma fraca taxa de participação e consideram que o próximo Governo vai levar a cabo “um mandato mais forte do que o atual”.

Se nenhum dos candidatos receber mais de 50% dos votos, será realizada um segunda volta.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.