A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Forte abstenção nas presidenciais no Afeganistão

Forte abstenção nas presidenciais no Afeganistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As presidenciais no Afeganistão ficam marcadas por uma forte abstenção. O país procede à contagem dos votos, mas a participação poderá ser a mais baixa desde 2004, devido à ameaça de ataques e ao receio de fraudes.

No passado sábado, o Ministério do Interior deu conta de cinco mortos e 37 civis feridos em vários ataques atribuídos aos Talibã que multiplicaram os avisos para dissuadir os eleitores.

Segundo a Comissão Eleitoral e segundo os números disponíveis, pouco mais de 10% dos eleitores foi às urnas.

Observadores independentes, em Cabul, minimizam as consequências de uma fraca taxa de participação e consideram que o próximo Governo vai levar a cabo “um mandato mais forte do que o atual”.

Se nenhum dos candidatos receber mais de 50% dos votos, será realizada um segunda volta.