A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Príncipe Harry assume legado da mãe em Angola

Príncipe Harry assume legado da mãe em Angola
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um acolhimento "incrivelmente caloroso” e a oportunidade de ver o impacto da visita que a princesa Diana efetuou a Angola em 1997, para o processo de desminagem, e dar continuidade ao legado de sua mãe. Foi o que significou para o príncipe Harry a sua estadia em Angola.

Antes de seguir para o Maláui foi recebido no palácio presidencial pelo presidente da República de Angola, João Lourenço, e pela primeira-dama, Ana Dias Lourenço

Durante o encontro, a primeira-dama de Angola endereçou um convite à duquesa Meghan Markle para apoiar o projeto "Nascer Livre para Brilhar", um compromisso assumido pelos países da União Africana, para eliminação da transmissão do HIV de mãe para filho até 2030, em Angola, liderado pela primeira-dama.

O príncipe Harry iniciou a visita de 72 horas a Angola no município de Dirico, onde além de visitar um projeto de desminagem liderado pela Halo Trust, convidou Angola a aderir ao projeto The Queens Commonwealth Canopy lançado em 2015 pela sua avó com objetivo de contribuir para preservação das florestas indígenas.

O Duque de Sussex agradeceu ao Governo de Angola, em particular à ministra do Ambiente por ceder o parque de Luengue e Luiana ao projeto "The Queen s Commonwealth Canopy" e anunciou o interesse demonstrado pela Namíbia para que dois dos seus parques façam parte do projeto da Rainha.

Seguiu para o Huambo onde refez o percurso percorrido pela Princesa Diana em 1997 e conviveu com as vítimas de minas no centro ortopédico do Huambo, agora rebatizado com o nome de Centro Ortopédico Princesa Diana.

O Príncipe Harry está agora de visita ao Maláui, segue-se o regresso à África do Sul onde está previsto um encontro com com a antiga primeira-dama Graça Machel e uma audiência com o Presidente, Cyril Ramaphosa.