A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Trump recusa cooperar com inquérito democrata

Trump recusa cooperar com inquérito democrata
Direitos de autor
REUTERS/Leah Millis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump declarou "guerra aberta" ao Congresso: a Casa Branca anunciou que recusa cooperar no inquérito lançado pelos Democratas na Câmara dos Representantes, com vista a um eventual processo de destituição do presidente.

Numa carta enviada à presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, o advogado da administração Trump, Pat Cipollone, defende que as investigações conduzidas pelos democratas no caso ucraniano não são legítimas, nem imparciais. A Casa Branca considera que o inquérito é "constitucionalmente inválido" e viola os direitos legais de Trump.

Pelosi reagiu prontamente, afirmando que a recusa é apenas "a última tentativa" do presidente para "camuflar a traição da democracia" dos Estados Unidos.