EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Turquia lança "Operação Nascente de Paz" na Síria

Explosão na cidade fronteiriça de Tel Abyad
Explosão na cidade fronteiriça de Tel Abyad Direitos de autor Haberturk via REUTERS TV
Direitos de autor Haberturk via REUTERS TV
De  Teresa Bizarro
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ofensiva já começou com bombardeamentos aéreos

PUBLICIDADE

Várias explosões abalaram a cidade de Ras al Ain, no nordeste da Síria, junto à fronteira. A cidade fica em frente a Ceylanpuinar, na Turquia. Terá sido uma das primeiras cidades atingidas pela ofensiva turca.

Uma operação já confirmada pelo presidente Recep Tayyip Erdogan. Através do Twitter, Erdogan diz que esta operação tem com o objetivo eliminar o corredor de terror ao longo da fronteira e eliminar as milícias curdas e os militantes do Daesh.

A Turquia planeia estabelecer o que chama de faixa de segurança. Um corredor de 32 quilómetros a partir da fronteira. O presidente turco chama-lhe "Operação Nascente de Paz".

A mensagem foi divulgada ao mesmo tempo que ocorria o primeiro bombardeamento aéreo.

Não há ainda notícia de vítimas.

Curdos apelam a criação de zona de exclusão aérea

As forças curdas lançaram um apelo aos Estados Unidos e aliados para que seja criada uma zona de exclusão aérea sobre a região, alegando que os civis estão "indefesos".

O porta-voz das Forças Democráticas Sírias, Ahmad Mousa, apelou ainda "às organizações de direitos humanos e aos países democráticos, União Europeia e Nações Unidas para que tomem uma posição contra o ataque turco. Quem não estiver contra o ataque turco é considerado um apoiante".

AS forças curdas, contra o regime na Turquia, controlam o nordeste da Síria.

A retirada dos Estados Unidos do terreno abriu caminho à intervenção militar turca. De nada parecem ter servido as ameaças de sanções económicas feitas pelo Presidente norte-americano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal é o terceiro país mais pacífico do mundo

Eurodeputados criticam Turquia e inação da comunidade internacional

Bombardeamentos turcos contra milícias curdos faz pelo menos 20 mortos