Última hora

Ativista Ilham Tohti vence Prémio Sakharov 2019

Ativista Ilham Tohti vence Prémio Sakharov 2019
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ilham Tohti, defensor dos direitos da minoria uigure da China, é o vencedor do "Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento" de 2019, anunciou o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

"Ele empenhou-se muito em melhorar o entendimento entre a etnia uigure e a etnia han na China e foi condenado a prisão perpétua por isso", disse Sassoli, na sessão plenária, quinta-feira, em Estrasburgo.

O ativista é professor de economia e foi condenado, em setembro de 2014, por incitar ao separatismo, num julgamento que durou dois dias.

Contudo, a reconciliação tem sido o mote da sua atividade ao longo de duas décadas.

Um apelo que passa também pelo website Uyghur Online, plataforma onde criticou, regularmente, a exclusão desta minoria, que professa o islamismo, do desenvolvimento que ocorre um pouco por toda a China.

Tohti foi um dos nomeados para Prémio Nobel da Paz de 2019, que foi atribuído ao primeiro-ministro da Etiópia.

A cerimónia de entrega do Prémio Sakharov (galardão e prémio pecuniário de 50 mil euros), realiza-se a 18 de dezembro, na sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo.

Este prémio foi criado em honra do físico russo Andrei Dmitrievich Sakharov (1921-1989), galardoado com o Prémio Nobel da Paz em 1975, que ficou célebre, inicialmente, como o pai da bomba de hidrogénio soviética.

"Preocupado com as consequências do seu trabalho para o futuro da humanidade, procurou sensibilizar o mundo para os perigos de uma corrida ao armamento nuclear. Obteve um êxito parcial com a assinatura do tratado de proibição de ensaios nucleares em 1963", escreve o website Eurocid.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.